Twitter Updates 2.2: FeedWitter

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Gastroplastia

GASTROPLASTIA, NÃO EXISTE MILAGRE

Nos dias atuais a cirurgia de gastroplastia, mas conhecida popularmente como redução de estômago vem tornando-se mais simples e com isso mais comum.
Porém existem alguns pontos sobre a gastroplastia que necessitam ser exclarecidos e alertados.
Resolvi escrever este texto porque sougastroplastizada e a alguns dias uma amiga minha  perdeu a irmã em virtude de complicações pós operatórias.
A gastroplastia é uma cirurgia maravilhosa, certamente, trás inúmeros benefícios, é certamente a  melhor indicação para quem tem um IMC acima de 41 ou IMC 35 ou mais com comorbidades(diabetes, hipertesão, doenças relacionadas à ortopedia, cardiopatias, colesterol, entre outras), e não consegue eliminar peso com tratamentos ou dietas.
Mas cabe exclarecer que a gastroplastia não é um milagre, o que ela faz através do grampeamento de parte do estômago e algumas vezes com o desvio de parte do intestino é causar uma espécie de desnutrição, e é essa desnutrição que leva a perda de peso.
Desnutrindo um organismo logo você perceberá que ele passará a necessitar de novas fontes de nutrientes, daí a necessidade de suplementação vitamínica, a necessidade de respeitar os horários de alimentação corretos (em alguns casos 2 horas em outros 3 horas), balancear todo o cadápio.
Uma coisa é fato, a cirurgia em si não é acausa maior da morte dos pacientes, as mortes geralmente se dão no pós operatório. Rompimento de grampos, ingestão de alimentos proibidos.  O rompimento dos grampos pode acontecer por ingestão execiva de alimentos, por esforço físico antes do prazo correto, alguns médicos costumam fazer um raio X de contraste antes de qualquer alimentação para garantir o grampeamento correto e evitar vazamento de alimento.
Uma coisa que costuma acontecer e não é motivo para causar medo é o fechamento do estômago, durante a cicatrização o estômago fecha mais a entrada do que deveria, quando percebido, e você vai perceber, pois o alimento volta, você fica com vômitos, dor abdominal, o procedimento para resolver é simples, assim que perceber os sintomas deve ser procurado o médico e no início a solução é a simples colocação de um balão via endoscópica e inflá-lo para dilatar a entrada do estômago e logo após retirar.
De qualquer forma uma coisa deve deixar um gastroplastizado em alerta: a perda de peso, é conciderada saudável quando entre 2 a 6 kg mês, abaixo disto você está ingerindo mais calorias do que deveria e deve procurar um nutricionista para lhe orientar melhor, acima disto você pode estar com um nível de desnutrição maior do que deveria ou falta de algum nutriente, é um sinal de alerta (exceto no primeiro e segundo mês, que a perda é bem mais acelerada).
Não é normal dor ou desconforto abdominal, qualquer coisa fora do normal deve ser comunicada ao médico cirurgião e ao nutricionista.
A equipe que realizou minha cirurgia era composta de três cirurgiões, anestesista, nutricionista, fisioterapeuta, psicóloga, psiquiatra, o atendimento nutricional era bimestral mesmo após o terceiro mês de cirurgia, as orientações psicológicas eram claras sobre os prós e contras.
Mesmo desejando emagrecer, não só por estética, mas no meu caso por comorbidades bastante graves, é sempre bom saber que a perda rápida de peso causa um impacto psicológico.
A gastroplastia é apenas uma ferramenta, necessariamente ela não cura a obesidade, tanto que conheço através das comundades gastro na internet pessoas que após alguns anos tiveram de refazer a cirurgia pois o estômago tornou a crescer, conheço casos de morte por ingestão de uma simples coca-cola antes do primeiro mês de gastro (e até o terceiro mês não se deve ingerir nada gaseificado), comas alcólicos, pois doses menores de bebida podem embebedar além  do que o álcool é extremamente calórico, morte por desnutrição (caso da irmã de minha amiga que teve fechamento do estômago e durante sete meses viveu assim), casos de infecção por vazamento de grampos, mas 98% dos casos que conheço, quer pela rede, quer pessoalmente são de sucesso.
Escrevo este texto assim como mantenho meu blog sobre o assunto (http://emagra.blogspot.com/) com um único objetivo: esclarecer que a gastroplastia não faz milagre, mas quando bem feita e bem pensada pode ser a ferramenta para a cura de muitos males. Porém, o que vale aqui é a atenção com seu corpo após o procedimento, ele lhe dará sinais de alerta quando algo estiver errado, respondendo estes sinais e procurando um médico a qualquer coisa diferente que você notar as coisas correm tranquilas. Mas o importante é cuidar-se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário. Comentários com palavras de baixo calão, ofensas ou inapropriados serão excluidos.